2 meses de vida – a montanha russa

Escrito a 16 de Outubro de 2015

15 de Outubro
Hoje os meus meninos gémeos fazem 2 meses. Mas o sorriso que já voltáramos a ter desvaneceu-se, as lágrimas voltaram a cair, o universo deu-nos aos 4 uma nova batalha para travar…

Meu querido Gabriel

2 meses de uma vida que nos disseram ir terminar quando tinhas 10 dias.
Travaste a maior luta de todas as lutas que a natureza pode ter.
Encontraste a morte e disseste-lhe para esperar.
Sabias que tinhas muito amor para te receber. Sabias pelas descriçoes da mãe que a vida era dificil muitas vezes, mas que tambem valia tanto a pena. Conhecer as marés, as noites de estrelas cadentes, o sorriso de quem amamos e nos ama – o mais importante da vida.
Hoje, és um rezingão mimadinho (e a mãe que tinha tantas regras sabidas para aplicar à tua educação…) Ainda não conheces a tua casa, mas sei que és feliz. Heróizinho grande da neonatologia, quando os pais não estão, a vida é ao colo das enfermeiras que te adoram e te levam com elas para o computador.
Já respiras por ti, já não há tubos, já so falta conseguires beber 8 biberãos inteiros por dia sem a ajuda da sonda.
Não é fácil. Nunca o tinhas feito, e como nasceste prematuro, esse reflexo de mamar, não nasceu contigo.
Mas tu és um sabichão e vais tão bem lançado (não fosse esse soninho danado) que ao fim de 2 angustiantes meses, a tua tão esperada chegada a casa está para muito breve.
O orgulho que é ver-te sorrir, poder ralhar contigo quando resmungas… É raro chorares, mas resmungar meu amor… pareces um velhote rabugento! Ainda nem chegaste à primária e já levo queixas para casa da fisioterapeuta 🙂
Ao mesmo tempo és o rei do sítio, muito do sucesso devido aos teus olhos grandes que agora ávidos de tudo o que perdeste sedado, prescrutam a sala em constante descoberta.
Vais ver meu amor, como a vida é mesmo uma constante descoberta. Que tal como na tua sala, tem dores, muitas dores, lágrimas, ansiedade, mas também vitórias, conquistas, beleza, carinho… amor.
Ainda te falta mais uma operação até ao teu aninho. A mãe tem medo (a mãe anda uma medricas) mas ao mesmo tempo ensinaste-a a ter uma força desconhecida. Sobretudo uma capacidade de aceitação e de não preocupação antecipada. E esperança. Essa verde palavra que nos acompanha agora constantemente, porque é tudo o que temos.
Espero muito que tenhas dito à morte que só pode voltar quando tu fores bem velhinho depois de uma vida de paz e amor.
Eu, meu amor, serei tua até morrer.

Meu querido Daniel

2 meses juntos.
Sereno, distraído mas observador.
O meu amor por ti a crescer a cada olhar teu.
Ainda que estejas em casa e usufruas de tanto mais que o teu irmãozinho, não tem sido fácil.
Tens dois papás cansados de 2 meses em maratonas entre a casa e o hospital. Para além de teres as clássicas cólicas de bebé, tens duas hérnias que te dão imensas dores muitas vezes por dia, e que te fazem tambem ja teres visitado muitas urgências, vários hospitais.
Apesar disso sorris e estás um gorducho tão lindo. A mãe jura a pés juntos que hoje ao colinho do pai deste os teus primeiros sorrisos sociais para a mãe. Já não foram aqueles descarados que vocês fazem quando chegam à terra dos sonhos. Foram tímidos, de olhos nos olhos comigo, lindos demais. E pronto lá vieram as lágrimas aos olhos da mãe, tal como quando anteontem o mano bebeu o biberão todo 2 vezes seguidas.
Que vergonha a mãe andar tão chorona.
Mas esta felicidade tão grande, que maior não há, de a encontrarmos nas pequenas coisas, foi derrubada logo a seguir.
Que vontade que dá à mãe de não vos voltar a levar nunca mais a consultas… Não que tenhamos qualquer queixa das equipas que vos têm tratado, todos fabulosos.
Mas porque aos teus papás, têm a mania de dar más notícias.
Lembras-te do teu pequenino doi-doi no coração?
“Um sopro apenas para ser vigiado”?
Pois hoje numa dessas vigias… aqui estás…
Internado no mesmo hospital das lágrimas em que o teu mano esteve tempo demais, mal demais… a aguardar também tu, uma operaçao ao coração.
O teu doi-doi piorou. Igual ao do teu gémeo, um pouco menos grave e com a vantagem de teres muito mais peso.
Oh meu pequeno enorme amor…
Tu já eras herói para os pais…
Quando nós te dissemos que tinhas de respeitar o mano por (apesar de estar mais pequenino) ser 3 minutos mais velho, não queríamos dizer que o copiasses.
Então agora ao completares o teu coraçãozinho resolveste estreitá-lo como o do mano?
Mas que raio, se vocês até nem são assim tão iguais, porquê terem doi-dois iguais? E logo estes? Logo no coração?
Oh meu amor… estou zangada.
Não é convosco! Nem com ninguém!
Não penso nada aquelas frases “porquê a mim?” “porquê aos meus filhos?”. Nunca pensei.
Porque não a mim? Porque não a vocês? Não somos mais nem menos que os outros pais a quem acontecem tormentos iguais ou piores que estes.
Também não acredito, porque nunca acredito nisso, que seja castigo, penitência, maldição ou “mau-olhado”…
É um designio. E tenho de o aceitar.
Estou zangada simplesmente. Hoje mais do que triste, estou zangada.
As equipas clínicas de ambos os hospitais, que já nos conhecem tão bem, ficaram realmente tristes. estávamos tão pertinho de estarmos todos juntos…Recebemos vários abraços, apoio… Todos nos dizem que vai correr bem. Que tu já és grande e o que aconteceu ao Gabriel foi muito mau, e não é o normal.
Mas tenho medo, sim, porque essa é a nossa experiência.
Mas também tenho a certeza que vai correr bem e que depois de tudo isto, as coisas que são problemas para tantos, serão mais triviais para nós. Que seremos ainda mais unidos. Também espero que, mesmo que vocês não se lembrem de nada disto, aprendam a dar ainda mais valor à fragilidade da vida e de como vale a pena estarmos aqui.

Vocês já ensinaram tanto à mãe sobre o que é a coragem, a perseverança, a paciência e a esperança, que a mãe acredita em vocês.
Que afinal, volta a não ser este Halloween que vos pinto um bigode, mas que, garanto-vos que em Dezembro ponho-vos 2 grandes gorros de elfos que vou tricotar, calçamos sapatos bicudos com sinos na ponta, e vamos os 4 extasiar-nos perante as luzes da nossa árvore de Natal.

Até lá meus amores, agora com um em cada hospital, continuamos aqui!
Vossos!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s